O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, parabenizou publicamente o DOF (Departamento de Operações de Fronteira) pela apreensão de um arsenal de guerra realizada no domingo (9) em uma propriedade rural no município de Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai.

Em postagem feita durante a tarde de ontem na conta pessoal no Twitter, ele publicou um vídeo feito pelos militares que mostra o material apreendido. São fuzis, espingardas de grosso calibre, munições e até explosivos.

“Parabéns ao Departamento de Operações de Fronteira (DOF) da PM/MS pela grande apreensão de armas em Ponta Porã na data de hoje. A SEOPI/MJSP apoia as operações policiais de fronteira com a Operação Hórus e o Programa VIGIA”, divulgou Moro.

Conforme já revelado pelo Dourados News, o DOF fez essa grande apreensão em uma chácara nas proximidades da cidade de Ponta Porã. Além do armamento de guerra, também foi apreendido um veículo blindado.

Foram presos ainda um homem de 25 anos, morador em Campo Grande, outro de 38 anos, morador em Ponta Porã apontado como dono do material apreendido, um residente no Rio de Janeiro, de 29 anos.

Segundo o DOF, uma Toyota SW4 que se deslocava em alta velocidade não obedeceu à ordem de parada de equipe engajada na fiscalização nos arredores de Ponta Porã e foi abordada após acompanhamento tático.

O condutor, de 38 anos, informou ser proprietário de fazendas no Paraguai e alegou estar a caminho da fronteira para fazer compras. O passageiro, de 25 anos, disse ser sobrinho do motorista e ter saído de sua casa, na capital de Mato Grosso do Sul, para passear e pescar. Também no carro, o morador do Rio de Janeiro argumentou que veio trabalhar na chácara do condutor do veículo.

Os policiais acompanharam esse carro até a propriedade rural e viram dois homens armados. Ambos fugiram para mata e na varanda da casa foram localizados um fuzil e uma carabina. Em um armário, havia explosivos e uma porção de maconha.

Foi nos fundos do quintal que o DOF encontrou o arsenal enterrado. Em malas sob a terra estavam mais fuzis, munições e explosivos.

O saldo da operação incluiu 89 emulsões encartuchadas (explosivos) com peso de 26,7 quilos; 1.661 munições de vários calibres (entre eles os de fuzil 7,62, 556 e .30); três granadas; dois coletes balísticos; 15 fuzis; duas carabinas; três rolos de cordel detonante; três caixas de espoletas; 0,400 gramas de maconha; e, 53 carregadores para diversos calibres.

O condutor da Toyota SW4 blindada disse ser o proprietário do arsenal apreendido e detalhou tê-lo adquirido para se defender, uma vez que reside na fronteira do Brasil com o Paraguai.