O garoto de 17 anos, portador de necessidades especiais, que foi socorrido nesta quarta-feira (8) pelo Corpo de Bombeiros após ficar preso no carro com o corpo do pai, morreu na noite desta quarta (8), depois de sofrer com um quadro de hipertemia.

Segundo a assessoria de comunicação do hospital, o garoto chegou desacordado e com sintomas de hipertemia – quando a temperatura do corpo está muito elevada e é necessário que seja regulada, sendo que para isso, os médicos tiveram de usar bolsas de gelo para diminuir a temperatura corporal do adolescente.

Ele não resistiu e morreu por volta das 20h30 da noite desta quarta (8). O garoto ficou preso na camionete S-10 com o corpo do pai, de 63 anos, por aproximadamente quatro horas até ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros.

Moradores suspeitaram depois do carro ficar parado na rua por tanto tempo. Ao chegarem próximo ao vidro fumê, notaram que havia alguém desacordado. A porta foi aberta e o homem aparentava já estar morto. Aparentemente o corpo do idoso não tinha sinais de violência. A Polícia Civil foi acionada e investigará o caso.