Leandro Kennedy Santos Moreira, 22, e Kayque Maciel Dias, 26, foram presos no início da tarde de ontem (5) após a Polícia Rodoviária Federal descobrir que no imóvel de um deles funcionava uma ‘casa do tráfico’, onde drogas eram armazenadas para distribuição.

Segundo apurado pelo Dourados News, Kayque teria sido contratado para levar uma carga de maconha até Minas Gerais, recebendo R$ 3 mil pelo crime.

Para isso, ele solicitou a ajuda do cunhado, Leandro, que cedeu a casa na rua Brasil, Vila São Francisco, onde a droga foi armazenada até a data para distribuição.

A PRF teria recebido uma denúncia anônima sobre a movimentação suspeita no imóvel e passou a monitorar. Ontem, às 12h, uma Hyundai Tucson foi vista saindo de forma suspeita da residência, e ao ser abordada foi descoberto a carga com 191 quilos de maconha distribuídos em 8 fardos.

Kayque e Leandro confessaram o crime e ainda garantiram que este seria o segundo carregamento. Eles foram conduzidos, juntamente com o veículo e maconha, para a Delegacia da Polícia Rodoviária Federal, onde foram presos em flagrante por tráfico de drogas.

A esposa de Leandro também foi conduzida, mas após ser ouvida acabou sendo liberada.