O presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou neste domingo (12), durante entrevista à Rádio Bandeirantes, que deverá indicar o atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, a uma vaga de ministro do STF (Supremo Tribunal Federal).

“Se Deus quiser, cumpriremos esse compromisso”, afirmou o presidente, apesar de não haver, no momento, vacância de vagas no Supremo. Durante a entrevista, Bolsonaro também destacou que Moro é qualificado para ser ministro e afirmou que o ex-juiz federal seria “grande aliado da sociedade brasileira” no Supremo.

A indicação do ex-juíz ao mais alto posto do judiciário vem logo após boatos de insatisfação de Moro com o atual governo, sobretudo após a retirada da Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) do superministério de Moro. O órgão agora está sob jurisdição do Ministério da Economia.