Pelo menos dois homens já foram presos suspeitos de participação na morte do policial militar Juciel Rocha Professor, 25 anos, executado à tiros na madrugada deste domingo (10) e um teria morrido em confronto com policiais do Batalhão de Choque. Ao menos cinco pessoas estão envolvidas no crime.

Conforme informações policiais os suspeitos, ambos de 22 anos, comentaram entre si que iriam matar uma pessoa que estava na lanchonete. Uma testemunha ouviu o comentário e após o crime informou as características da dupla à polícia que identificou e foi até a casa do Patrique Cáceres, ele negou participação no crime, mas devido as evidências foi preso e encaminhado para a delegacia.

Durante o registro da ocorrência, Maicon Barbosa, 22 anos se apresentou na Delegacia, ele é apontado como autor dos disparos, mas negou em depoimento aos policiais. Com ele foi encontrada a arma do crime e porções de maconha. Um terceiro envolvido que ainda não foi identificado, resistiu à prisão e acabou morrendo em confronto com policiais do Batalhão de Choque e Bope. Ele teria entregado a moto para os criminosos.

Outro suspeito que também não foi identificado foi preso pelo Batalhão de Choque e outro pela Polícia Militar da área. A moto usada para cometer o crime também foi apreendida.

Além do Batalhão de Choque e Bope que foram para Maracaju, policiais militares de Rio Brilhante e DOF (Departamento de Operações de Fronteira) deram apoio na ocorrência.