O motorista de aplicativo Matheus Pereira Santana, 22, foi encontrado morto em Pedro Juan Caballero, cidade paraguai que faz fronteira com Ponta Porã. Matheus era morador do bairro Pioneiros, em Campo Grande, e teria sido contratado para fazer uma corrida particular até o Paraguai.

Segundo o site Midiamax, um conhecido teria indicado a corrida para o rapaz que pegou um casal na madrugada da última sexta-feira, dia 11 de outubro. Ele teria entrado em contato com a família quando chegou em Pedro Juan e depois desapareceu.

Ainda conforme o site, o corpo de Matheus foi encontrado na noite do mesmo dia, no bairro Callejon Genes e só foi identificado no domingo (13) após os pais dele se deslocarem ao IML (Instituto de Medicina e Odontologia) e reconheceram a vítima.

Os suspeitos estariam em um veículo de cor branca e teriam executado a vítima com 15 tiros de pistola calibre 9mm.

A vítima tinha tatuado no braço direito, que estava quebrado, o nome “Maria Alice” e pode ter sido torturado antes do assassinato.