Três adolescentes foram apreendidos na manhã desta sexta-feira (4/1) por envolvimento no atentado contra Wellington Campos Viana, 19, morador na Vila Cachoeirinha, na noite de quinta-feira (3/1) em Dourados.

Policiais civis do SIG (Setor de Investigações Gerais) chegaram a uma jovem de 13 anos, moradora no Jardim Flórida II, rapaz de 17, que seria namorado dela e residente na Vila São Brás e outro menor, de 16, morador no Parque das Nações II.

Conforme o apurado até o momento, a menina e a vítima terminaram relacionamento recentemente e o aparelho de som dela teria ficado com Wellington.

Ontem, ele devolveu o objeto, porém, a jovem questionou ausência de alguns equipamentos e retornou de moto com o namorado até a casa onde ocorreu o atentado, na rua Apolinário da Silva Ramos.

O rapaz negou que estivesse faltando algo e, ao conversar com o atual da ex, acabou se desentendendo e logo depois baleado. Três tiros atingiram a vítima, no braço, costas e outro de raspão, sendo preciso atendimento no Hospital da Vida.

Questionado, o autor dos tiros disse que cometeu a tentativa de homicídio após Wellington ter ‘tirado onda’ com a cara dele.

Um outro menor, de 16 anos, acabou apreendido por guardar o revólver calibre 38 usado no crime.

Além da arma, a motocicleta usada pelo casal também acabou levada pela polícia à delegacia.

Os namorados responderão pela tentativa de homicídio, enquanto o outro adolescente será autuado pela posse ilegal de arma de fogo.