Bruno Gubert Gullich, 30 anos, morador no distrito de Vila Vargas, em Dourados, morreu na tarde deste sábado, dia 09 de março, vítima de uma armadilha feita por ele mesmo, no rancho da família, localizado na rodovia MS-273, 6ª Linha,  distrito de Macaúba.

Segundo informações da Polícia Civil, Bruno havia combinado de jogar futebol com os amigos, mas antes teria que alimentar os porcos no rancho, mas como ele demorou a chegar, os amigos foram procurá-lo, quando o encontraram morto.

De acordo com informações das testemunhas, Bruno havia deixado o veículo dele para lavar e se deslocou de moto, até o rancho cuidar dos porcos, mas disse aos amigos que voltaria para o futebol. Atrasado para a partida de futebol, os amigos decidiram procurá-lo.

Ao chegarem ao local, perceberam que não havia ninguém em casa, mas a motocicleta de Bruno estava no local e cadela de estimação latia com insistência nas proximidades do chiqueiro. Os amigos então foram até o chiqueiro, onde encontraram Bruno já sem vida.

Conforme informações da Polícia, Bruno foi morto por uma arma de fogo artesanal, usada como armadilha para proteger o chiqueiro de ladrões e outros animais.

A arma foi confeccionada com um cano de ferro, onde era utilizado cartucho calibre 12, acionada por uma linha esticada.

A Polícia aponta a possibilidade de que a vítima tenha passado por baixo da linha e batido nela com as costas, o que acionou a arma, provocando o acidente. O caso foi registrado como morte a esclarecer.