As outras duas comissões processantes que analisam os pedidos de cassação contra os vereadores Cirilo Ramão (MDB) e Pedro Pepa (DEM), presos no dia 5 de dezembro dentro da Operação Cifra Negra, devem entregar seus pareceres na próxima semana.

A defesa de ambos os parlamentares afastados do cargo entregou o posicionamento nesta terça-feira (12/9). A partir de agora, tanto Carlito do Gás (Patriota) que preside o grupo que analisa o processo contra Pepa, quanto Bebeto (PR), atuando no caso Cirilo, terão cinco dias corridos para apresentar o documento aos colegas de Casa, segundo o presidente Alan Guedes (DEM).

A data começa a contar a partir de quarta-feira (13/3).

Na segunda-feira (11/3), Junior Rodrigues (PR) e Romualdo Ramin (PDT) – que presidem as comissões apurando os casos envolvendo Idenor Machado (PSDB) e Denize Portollan (PR), respectivamente – entregaram os documentos pedindo o arquivamento da denúncia feita pelo farmacêutico bioquímico Racib Panage Harb.

A alegação é de que a acusação era feita com indícios de materiais colhidos junto à imprensa, mesmo depois do Ministério Público Estadual ‘abastecer’ os grupos com farto material contendo provas e relatos colhidos junto as investigações.

Os pareceres vão a plenário para votação nesta terça-feira.

Para que seja aceito o parecer das comissões são necessários maioria absoluta da Casa, ou seja, dois terços dos votos, totalizando 13.