A chuvarada que atingiu Dourados nesta terça-feira (12) já acumulou 30.7 milímetros de volume pluviométrico. Segundo a estação meteorológica da Embrapa Agropecuária Oeste, as precipitações duram pouco mais de 2h.

Nesta manhã o Dourados News fez um giro por alguns pontos da cidade e foi possível constatar a incidência de alagamentos em várias vias. Na rua Manoel Machado Leonardo, no Jardim Flórida I, a água cobria o meio-fio.

O destaque para essa rua é que, como noticiou o Dourados News em novembro, o número de crateras no trecho entre as ruas Barnabé Minhos e Antônio Alves da Rocha superam os 50 buracos. Na época em que foi divulgada a situação crítica da via, as covas eram pouco profundas. Agora, o prejuízo das crateras podem facilmente derrubar motociclistas e ciclistas desatentos.

Na Rua Monte Castelo, no trecho entre as ruas Liberdade e Montese, o aguaceiro também prejudicou o trânsito e usuários eram obrigados a reduzir a velocidade e passar em meio à inundação.

No túnel do Parque das Nações da Rua Canadá, no sentido que leva ao II Plano, alguns condutores até desistiam de encarar o acúmulo de águas. Por lá são comuns registros de alagamento quando ocorre fortes chuvas.

Na MS-156, que liga Dourados a Itaporã, um dos lados da rodovia ficou comprometido em um ponto próximo a uma cerealista de arroz. A água acumulou tanto, que chegou a ‘vazar’ por cima do guard rail.

A Defesa Civil informou ao Dourados News que ainda não houve nenhuma chamada para atendimento. O coordenador Ademir Martins explicou que, apesar do grande acúmulo, a intensidade da chuva não era tão forte, o que evitou incidências de acidentes.