Chegou ao fim na tarde desta quinta-feira (03), o bloqueio na MS-156, entre Dourados e Itaporã. Conforme mostrado pelo Dourados News, o ato que durou quase 60 horas, só teve término após intermédio de representantes da Prefeitura de Itaporã e Prefeitura de Dourados no local. Uma comissão de manifestantes seguirá em tratativas quanto ao transporte escolar de universitários na Reserva Indígena, nesta sexta-feira (03).

Segundo Israel Morales, liderança da Aldeia Jaguapiru, no final da tarde desta quinta-feira (03), estiveram na área até então bloqueada, o prefeito de Itaporã Marcos Pacco (PSDB) e representantes da Prefeitura de Dourados para negociar que o movimento tivesse fim.

Ele cita que o Pacco se comprometeu a ceder um ônibus para o transporte de alunos universitários da Reserva Indígena a Dourados, por 30 dias inicialmente, se estendendo por mais dias caso necessário. Já a Prefeitura de Dourados, por meio do assessor Alexandre Mantovani, informou que se comprometerá a apontar uma solução para o problema em cinco dias.

Mesmo com a sinalização de que os acadêmicos passarão a ser atendidos com transporte novamente, o grupo não pretendia desfazer o bloqueio, o que foi ‘repensado’, conforme Morales.

“Por consideração ao prefeito de Itaporã que trouxe uma solução, deixamos o bloqueio, ainda sem uma documentação do que foi decidido, mas com o compromisso de que tudo seja encaminhado amanhã (4)”, citou.

A comissão responsável em acompanhar o transporte universitário indígena estará às 7h, na Prefeitura de Dourados e às 10h, no Ministério Público, para encaminhamentos sobre as tratativas feitas nesta quinta-feira (03) que culminaram no encerramento do ato.

Conforme mostrado pelo Dourados News, universitários indígenas cobravam solução para o transporte da Reserva às universidades e afirmavam que há mais de 30 dias o serviço não acontecia.

No local do bloqueio, os manifestantes exibiam faixas e cartazes para cobrar o cumprimento da Lei Ordinária n° 3870/2015 de 03 de fevereiro de 2015, que “autoriza o Município de Dourados efetuar o transporte de estudantes da zona rural e dos distritos, matriculados no ensino superior e escolas técnicas”.

O secretário municipal de Educação, Upiran Jorge Gonçalves da Silva, havia informado que a “administração pública do município só tem obrigação legal de prover transporte escolar para educação básica, na zona urbana com passe livre e na rural com os ônibus”.